Soluções completas para sua empresa de saúde
A tecnologia de biossensor inteligente da Philips monitora remotamente pacientes COVID-19 hospitalizados
Sem categoria

A tecnologia de biossensor inteligente da Philips monitora remotamente pacientes COVID-19 hospitalizados

O University Medical Center Utrecht (UMCU) na Holanda está monitorando pacientes COVID-19 em salas de isolamento usando o biosensor Philips e a tecnologia de monitoramento de pacientes. Juntamente com a Philips, a UMCU desenvolveu uma solução para monitorar esses pacientes de forma contínua e remota, reduzindo o número de vezes que a equipe de enfermagem precisa entrar no quarto do paciente. A UMCU espera que isso reduza o risco de seus enfermeiros serem infectados pelo coronavírus, além de reduzir o consumo de equipamentos de proteção individual (EPI) do hospital, como luvas de uso único, máscaras faciais e aventais. Atualmente, a UMCU possui 26 camas de isolamento equipadas com a tecnologia inteligente de monitoramento de pacientes da Philips.

 

“O curso da doença por coronavírus pode ser bastante irregular. Durante as verificações de rotina no leito do hospital, o nível de oxigênio no sangue de um paciente, a chamada saturação de oxigênio, parece bom e o paciente não fica com falta de ar. Logo depois, quando o paciente pressiona a campainha de alarme, a enfermeira mede novamente e vemos que seu nível de oxigênio no sangue está subitamente muito baixo “, disse a médica Martine Breteler, da UMCU Utrecht. “Às vezes, os enfermeiros não conseguem traçar o melhor curso clínico por causa disso, o que torna o monitoramento contínuo muito relevante”.

Imagem com texto alternativo

O sistema é suportado pela solução automatizada de detecção e aviso precoce da Philips (IntelliVue GuardianSoftware) ( IntelliVue Guardian ) – software que analisa continuamente os dados dos biossensores da Philips, monitora o paciente ‘check-spot’ e a entrada manual da enfermeira para detectar deteriorações sutis sinais vitais do paciente. Com base nessa análise, o software gera uma pontuação de alerta precoce que mostra o status de cada paciente individual aos cuidadores, permitindo que a equipe de enfermagem intervenha em um estágio inicial, se necessário. A tecnologia de biossensor da Philips mede a posição / postura do paciente, nível de atividade, freqüência cardíaca e freqüência respiratória. Seus monitores verificam a temperatura corporal do paciente, a pressão sanguínea e a saturação de oxigênio no sangue.

 

“Usando esta tecnologia inteligente, podemos apoiar a equipe de enfermagem no atendimento a pacientes com COVID-19 e, ao mesmo tempo, ajudar os hospitais a prevenir infecções e reduzir o uso de roupas de proteção”, disse Henk Valk, CEO da Philips Benelux. “Implementamos esta solução em pouco tempo, juntamente com a UMCU, para ajudar os profissionais de saúde. Trabalhar em conjunto com hospitais como esse é uma das melhores maneiras de ajudá-los a prestar assistência nesse período muito difícil. Espero que, com esta contribuição, além de aumentar a segurança do paciente, conseguimos apoiar os médicos e a equipe de enfermagem. ”

Deixe seu comentário aqui